Vale a pena comprar o iPhone 15? Review completo

O iPhone 15 é o novo smartphone da Apple, lançado em setembro de 2023. Ele traz algumas novidades em relação ao seu antecessor, o iPhone 14, como uma câmera principal de 48 megapixels, uma tela mais brilhante, um design mais refinado e uma porta USB-C. Mas será que essas mudanças são suficientes para justificar a compra do iPhone 15? Neste artigo, vamos analisar os principais aspectos do aparelho e compará-lo com outros modelos da Apple e da concorrência.

Design e tela

O iPhone 15 tem um design similar ao do iPhone 14, mas com algumas diferenças. A primeira é que ele trocou o notch (o recorte na parte superior da tela) pelo Dynamic Island, uma pequena ilha que abriga a câmera frontal e os sensores de Face ID. Essa mudança deixou a tela mais ampla e com menos bordas, além de dar um visual mais moderno ao aparelho.

A segunda diferença é que o iPhone 15 tem um contorno mais suave e arredondado, que lembra o iPhone 12. Isso torna o aparelho mais confortável de segurar e de usar com uma mão. O iPhone 15 também é mais leve e fino que o iPhone 14, pesando 174 gramas e tendo 7,4 milímetros de espessura.

A tela do iPhone 15 é uma OLED de 6,1 polegadas, com resolução de 2532 x 1170 pixels e densidade de 460 pixels por polegada. Ela tem um brilho máximo de 800 nits, o que facilita a visualização em ambientes externos. A tela também suporta HDR10 e Dolby Vision, que oferecem cores mais vivas e contrastes mais intensos em conteúdos compatíveis.

O iPhone 15 está disponível em cinco cores: preto, azul, verde, amarelo e rosa. Ele tem um acabamento em vidro na parte traseira e em alumínio nas laterais. Ele também é resistente à água e à poeira, com certificação IP68, que permite submergi-lo em até 6 metros de profundidade por até 30 minutos.

Câmera

A câmera é um dos pontos fortes do iPhone 15. Ele tem um conjunto duplo na parte traseira, composto por uma câmera principal de 48 megapixels e uma câmera ultra wide de 12 megapixels. A câmera principal tem uma abertura de f/1.6, que permite capturar mais luz e detalhes em ambientes escuros. Ela também tem um sistema de estabilização óptica de imagem, que reduz as tremidas e borrões nas fotos e vídeos.

A câmera principal do iPhone 15 tem um recurso chamado 2x zoom óptico, que permite aproximar o objeto sem perder qualidade. Isso é possível graças à alta resolução do sensor, que recorta uma parte da imagem para criar uma foto de 12 megapixels com zoom. Esse recurso é útil para fotografar objetos distantes ou detalhes específicos.

A câmera ultra wide do iPhone 15 tem uma abertura de f/2.4 e um ângulo de visão de 120 graus, que permite capturar mais elementos na cena. Ela é ideal para fotografar paisagens, arquitetura, grupos de pessoas ou situações em que não há muito espaço para se afastar. A câmera ultra wide também tem uma correção de distorção, que evita que as bordas da imagem fiquem curvadas ou esticadas.

O iPhone 15 também tem uma câmera frontal de 12 megapixels, com abertura de f/2.2 e Dynamic Island. Ela permite tirar selfies com boa qualidade e aproveitar os recursos de Face ID, que desbloqueia o aparelho com reconhecimento facial. A câmera frontal também suporta o modo Retrato, que desfoca o fundo da imagem e destaca o rosto do usuário.

O iPhone 15 tem um excelente desempenho em fotografia, produzindo imagens com cores fiéis, exposição equilibrada, nitidez e detalhes. Ele também conta com recursos de inteligência artificial, como o Smart HDR, que melhora o contraste e a iluminação das fotos, e o Deep Fusion, que combina várias imagens para criar uma foto mais rica e detalhada. Além disso, ele tem o modo Noite, que permite tirar fotos com pouca luz sem usar o flash.

Em vídeo, o iPhone 15 também se destaca, podendo gravar em até 4K a 60 quadros por segundo, com estabilização óptica e eletrônica de imagem. Ele também suporta o HDR10 e o Dolby Vision, que melhoram as cores e os contrastes dos vídeos. Outro recurso interessante é o Cinematic Mode, que permite gravar vídeos com efeito de profundidade, alterando o foco entre os objetos de forma automática ou manual.

Desempenho e bateria

O iPhone 15 vem equipado com o processador Apple A16 Bionic, o mesmo do iPhone 14 Pro lançado em 2022. Esse chip tem seis núcleos, sendo dois de alto desempenho e quatro de alta eficiência, e uma frequência máxima de 3,1 GHz. Ele também tem uma GPU de quatro núcleos e uma NPU de 16 núcleos, que são responsáveis pelos gráficos e pela inteligência artificial, respectivamente.

O A16 Bionic é um processador muito potente, que garante ao iPhone 15 um ótimo desempenho em qualquer situação. Ele roda com fluidez aplicativos, jogos, redes sociais, navegação na internet, streaming de vídeo e música, entre outras tarefas. Ele também é capaz de executar funções mais complexas, como edição de fotos e vídeos, realidade aumentada, reconhecimento facial e de voz, entre outras.

O iPhone 15 tem 6 GB de memória RAM, o que é suficiente para manter vários aplicativos abertos em segundo plano sem travamentos ou lentidões. Ele também tem opções de armazenamento interno de 128 GB, 256 GB e 512 GB, sem possibilidade de expansão via cartão microSD. Portanto, é recomendável escolher a capacidade de acordo com as suas necessidades e preferências.

A bateria do iPhone 15 tem uma capacidade de 3.095 mAh, que é um pouco maior que a do iPhone 14, que tinha 2.815 mAh. Segundo a Apple, o iPhone 15 pode reproduzir até 20 horas de vídeo, 12 horas de streaming de vídeo ou 75 horas de áudio com uma única carga. Na prática, isso significa que o aparelho pode durar um dia inteiro de uso moderado a intenso, ou até dois dias de uso leve a moderado.

O iPhone 15 suporta carregamento rápido de 20 W, que permite recarregar 50% da bateria em 30 minutos. No entanto, o carregador não vem incluso na caixa, sendo necessário comprá-lo separadamente. O aparelho também suporta carregamento sem fio de 15 W, que é mais conveniente, mas também mais lento. Além disso, ele tem a função de carregamento reverso, que permite compartilhar a bateria com outros dispositivos compatíveis, como fones de ouvido ou relógios inteligentes.

Recursos extras

O iPhone 15 tem alguns recursos extras que podem ser interessantes para alguns usuários. Um deles é a porta USB-C, que substituiu o conector Lightning. Essa mudança traz algumas vantagens, como uma maior compatibilidade com outros dispositivos e acessórios, uma maior velocidade de transferência de dados e uma maior facilidade de encontrar cabos e carregadores.

Outro recurso extra é o 5G, que é a nova geração de internet móvel, que promete velocidades muito maiores que o 4G. O iPhone 15 suporta o 5G em todas as suas variantes, incluindo o mmWave, que é o mais rápido, mas também o mais limitado em termos de cobertura e disponibilidade. O 5G pode ser útil para quem precisa de uma conexão mais rápida e estável, seja para trabalhar, estudar, se divertir ou se comunicar.

O iPhone 15 também tem alguns recursos que já são conhecidos dos usuários da Apple, como o Face ID, que é o sistema de desbloqueio por reconhecimento facial, que é rápido, seguro e conveniente. Ele também tem o Apple Pay, que é o sistema de pagamentos por aproximação, que permite usar o celular como uma carteira digital. Ele também tem o Siri, que é a assistente virtual da Apple, que pode realizar diversas tarefas

por meio de comandos de voz ou toques na tela. Ele também tem o AirDrop, que é o sistema de compartilhamento de arquivos entre dispositivos da Apple, que é rápido e fácil.

Conclusão

O iPhone 15 é um smartphone de alto nível, que oferece um excelente desempenho, uma ótima câmera, uma tela de qualidade, uma bateria durável e vários recursos extras. Ele é uma boa opção para quem busca um aparelho da Apple, que tem um sistema operacional fluido, seguro e atualizado, e um ecossistema de serviços e aplicativos integrados.

No entanto, o iPhone 15 também tem alguns pontos negativos, como o preço elevado, a falta de um carregador na caixa, a ausência de uma câmera teleobjetiva e a limitação de armazenamento. Ele também não traz muitas inovações em relação ao iPhone 14, sendo mais uma atualização do que uma revolução.

Portanto, vale a pena comprar o iPhone 15 se você quer ter o melhor que a Apple pode oferecer, se você está disposto a pagar caro por isso, ou se você tem um modelo muito antigo e precisa de uma troca urgente. Caso contrário, você pode optar por um modelo mais barato, como o iPhone 14, o iPhone 13 ou o iPhone SE, que ainda oferecem um bom custo-benefício e uma experiência satisfatória. Você também pode considerar outras marcas, como a Samsung, a Xiaomi, a Motorola ou a Huawei, que têm smartphones com características e preços variados.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *