Quem foi Zagallo? A história de um herói do futebol brasileiro

Zagallo foi um dos maiores nomes do futebol brasileiro, tanto como jogador quanto como técnico. Ele participou de oito Copas do Mundo, sendo quatro vezes campeão.

Ele também foi o primeiro a conquistar o título mundial nas duas funções. Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre a sua biografia, a sua carreira e algumas curiosidades sobre o Zagallo.

Biografia de Zagallo

Zagallo nasceu com o nome de Mário Jorge Lobo Zagallo, no bairro de São Cristóvão, no Rio de Janeiro. Ele era filho de um imigrante libanês e uma brasileira. Ele começou a jogar futebol nas ruas, e logo se destacou por sua habilidade e velocidade. Ele ingressou nas categorias de base do Flamengo, e estreou no time profissional em 1951. Ele se tornou um dos principais jogadores do clube, formando um ataque memorável com Joel, Dida, Evaristo e Babá. Ele conquistou quatro Campeonatos Cariocas, um Torneio Rio-São Paulo, e uma Copa do Brasil pelo Flamengo.

Zagallo foi convocado para a seleção brasileira pela primeira vez em 1957, pelo técnico Osvaldo Brandão. Ele disputou a Copa América daquele ano, e marcou o seu primeiro gol pela seleção contra a Argentina. Ele foi titular na Copa do Mundo de 1958, na Suécia, onde o Brasil conquistou o seu primeiro título mundial. Ele formou o ataque com Garrincha, Didi, Pelé e Vavá, e marcou quatro gols na competição. Ele também foi titular na Copa do Mundo de 1962, no Chile, onde o Brasil foi bicampeão. Ele marcou um gol na final contra a Tchecoslováquia, e foi eleito o melhor jogador da partida.

Em 1965, Zagallo se transferiu para o Botafogo, onde formou uma dupla de sucesso com Jairzinho. Ele conquistou dois Campeonatos Cariocas, um Torneio Rio-São Paulo, e uma Taça Brasil pelo clube. Ele encerrou a sua carreira como jogador em 1968, aos 37 anos. Ele disputou 33 jogos pela seleção brasileira, e marcou 17 gols. Ele é o quarto maior artilheiro da seleção entre os jogadores que atuaram como pontas.

Carreira de Zagallo como jogador de futebol

Zagallo foi um ponta-esquerda habilidoso, rápido e inteligente. Ele se destacou por sua capacidade de driblar, cruzar e marcar gols. Ele também era um jogador versátil, que podia atuar em outras posições, como meia e atacante. Ele foi um dos principais nomes da seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1958 e 1962, formando o lendário ataque com Pelé, Garrincha, Vavá e Didi.

Zagallo na Copa do Mundo de 1958

A Copa do Mundo de 1958 foi a primeira que o Brasil conquistou, na Suécia. Zagallo foi titular em todos os seis jogos da campanha, marcando quatro gols. Ele foi o autor do primeiro gol da final contra a Suécia, que terminou com a vitória brasileira por 5 a 2. Ele também deu o passe para o quinto gol, marcado por Pelé.

Zagallo na Copa do Mundo de 1962

A Copa do Mundo de 1962 foi a segunda que o Brasil conquistou, no Chile. Zagallo também foi titular em todos os seis jogos da campanha, marcando um gol. Ele foi o responsável por organizar o meio-campo brasileiro, após a contusão de Pelé na segunda partida. Ele foi o autor do primeiro gol da semifinal contra o Chile, que terminou com a vitória brasileira por 4 a 2. Ele também deu o passe para o segundo gol, marcado por Garrincha.

Zagallo como técnico de futebol

Zagallo iniciou a sua carreira como técnico em 1967, no Botafogo. Ele levou o clube ao título carioca daquele ano. Em 1970, ele assumiu a seleção brasileira, que disputaria a Copa do Mundo no México. Ele montou um time ofensivo e talentoso, que encantou o mundo com o seu futebol. O Brasil foi campeão pela terceira vez, vencendo a Itália na final por 4 a 1. Zagallo foi o primeiro a ser campeão mundial como jogador e como técnico.

Zagallo voltou a treinar a seleção brasileira em 1974, para a Copa do Mundo na Alemanha. Ele não conseguiu repetir o sucesso de 1970, e o Brasil ficou em quarto lugar, perdendo a disputa do terceiro lugar para a Polônia. Zagallo deixou a seleção e treinou vários clubes, como Flamengo, Fluminense, Vasco, Al-Hilal, Bangu e Portuguesa. Ele conquistou diversos títulos nacionais e internacionais, como o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil, a Copa Libertadores e a Copa Intercontinental.

Em 1994, Zagallo voltou a trabalhar na seleção brasileira, desta vez como coordenador técnico, ao lado do técnico Carlos Alberto Parreira. Ele foi o responsável por dar apoio e motivação aos jogadores, além de contribuir com a sua experiência e conhecimento. O Brasil foi campeão pela quarta vez, vencendo a Itália nos pênaltis na final, nos Estados Unidos.

Em 1998, Zagallo assumiu novamente a seleção brasileira, para a Copa do Mundo na França. Ele levou o Brasil à final, mas perdeu para a França por 3 a 0. Zagallo se afastou da seleção e treinou o Flamengo em 2000. Ele se aposentou como técnico em 2001, aos 70 anos.

Quantas Copas do Mundo Zagallo participou?

Zagallo participou de oito Copas do Mundo, sendo quatro como jogador (1954, 1958, 1962 e 1966), três como técnico (1970, 1974 e 1998) e uma como coordenador técnico (1994). Ele é o recordista de participações em Copas do Mundo, ao lado do alemão Lothar Matthäus.

Títulos conquistados pelo Zagallo

Zagallo conquistou muitos títulos em sua carreira, tanto como jogador quanto como técnico. Veja a lista dos principais:

Títulos de Zagallo como jogador de futebol

  • Copa do Mundo: 1958 e 1962
  • Copa América: 1949
  • Campeonato Carioca: 1953, 1954, 1955, 1961 e 1962
  • Torneio Rio-São Paulo: 1962 e 1964
  • Taça Brasil: 1962

Títulos de Zagallo como treinador de futebol

  • Copa do Mundo: 1970
  • Copa América: 1997
  • Campeonato Brasileiro: 1974, 1980, 1981 e 1984
  • Copa do Brasil: 1990
  • Copa Libertadores: 1981
  • Copa Intercontinental: 1981
  • Campeonato Carioca: 1967, 1968, 1971, 1972, 1973, 1979, 1981, 1984, 1991 e 2001
  • Campeonato Gaúcho: 1982
  • Campeonato Mineiro: 1977
  • Campeonato Paulista: 1996
  • Campeonato Saudita: 1987 e 1988
  • Copa do Rei da Arábia Saudita: 1987 e 1989

Títulos de Zagallo como coordenador técnico de futebol:

  • Copa do Mundo: 1994
  • Copa das Confederações: 1997

Curiosidades sobre o Zagallo

Zagallo é um personagem muito carismático e folclórico do futebol brasileiro. Ele é conhecido por suas frases marcantes, seu otimismo e sua superstição. Veja algumas curiosidades sobre o Zagallo:

  • Zagallo tem o apelido de “Velho Lobo”, que foi dado pelo jornalista João Saldanha, em referência à sua astúcia e liderança.
  • Zagallo é famoso por sua devoção ao número 13, que ele considera um número de sorte. Ele nasceu em um dia 9, que somado ao mês 8, dá 17, que somado, dá 8, que somado, dá 13. Ele também foi campeão mundial em 1958, 1962, 1970 e 1994, que somados, dão 13. Ele costuma usar camisas, bonés e anéis com o número 13.
  • Zagallo é autor de várias frases célebres, como “Vocês vão ter que me engolir”, “Aí sim, fomos surpreendidos novamente” e “Vamos ter que rezar”.
  • Zagallo é um dos maiores ídolos do Botafogo, clube que ele defendeu como jogador e como técnico. Ele é o segundo maior artilheiro da história do clube, com 248 gols, atrás apenas de Heleno de Freitas, com 253. Ele também é o técnico que mais vezes dirigiu o clube, com 339 jogos.
  • Zagallo é casado com Alcina de Castro desde 1955. Eles têm quatro filhos: Mário César, Paulo César, Rogério e Renata. Mário César e Paulo César também foram jogadores de futebol, e Rogério foi preparador físico da seleção brasileira.
  • Zagallo recebeu diversas homenagens e reconhecimentos ao longo de sua carreira. Ele foi eleito o melhor técnico do mundo em 1970, pela revista France Football. Ele também foi condecorado com a Ordem do Mérito da FIFA, em 1994, e com a Ordem do Rio Branco, em 1997. Ele ainda recebeu o título de cidadão honorário de várias cidades brasileiras, como Maceió, Rio de Janeiro e Brasília.
  • Zagallo é um grande fã de música, especialmente de samba e MPB. Ele tem uma coleção de discos de vinil, que ele guarda com muito cuidado. Ele também gosta de cantar e tocar violão nas horas vagas. Ele é amigo de vários artistas, como Chico Buarque, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho e Jorge Ben Jor.
  • Zagallo é um dos personagens mais imitados e parodiados do humor brasileiro. Ele já foi interpretado por vários comediantes, como Chico Anysio, Tom Cavalcante, Marcelo Adnet e Tata Werneck. Ele também já participou de programas de TV, como o Casseta & Planeta, o Zorra Total e o Tá no Ar.
  • Zagallo é um dos protagonistas do documentário “1958 – O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil”, lançado em 2009. O filme conta a história da primeira conquista mundial do Brasil, com depoimentos de Zagallo e outros jogadores daquela seleção, como Pelé, Didi, Nilton Santos e Pepe.
  • Zagallo é um dos maiores torcedores da seleção brasileira, mesmo depois de se aposentar. Ele sempre acompanha os jogos do Brasil, seja pela TV, pelo rádio ou pelo estádio. Ele também costuma dar conselhos e incentivos aos jogadores e técnicos que representam o país. Ele é um dos maiores defensores do futebol arte, que valoriza a técnica, a criatividade e a alegria.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *