Como Funciona a Tecnologia das Criptomoedas?

Um grande fenômeno dos mercados financeiros, a criptomoeda atrai multidões mais do que nunca. Bitcoin, Ethereum… o desempenho das criptomoedas continua a crescer e a surpreender o público em geral com a sua acessibilidade, mas também com o seu desempenho que, recorde após recorde, está agora atingindo alturas.

Neo-bancos, investimentos na internet, aplicativos em smartphones, todos os meios são bons para tentar obter potenciais ganhos astronômicos. Embora seja um fenômeno com um valor que aumenta constantemente, é complexo definir o lugar das criptomoedas na economia.

A invenção do Bitcoin em 2008 impulsionou uma inovação tecnológica. A tecnologia Blockchain, a razão por trás do sucesso do Bitcoin, é uma das soluções tecnológicas mais exploradas deste século. Embora tenha sido inventada em 1991, a tecnologia blockchain ganhou importância pela primeira vez com o desenvolvimento do Bitcoin.

No rescaldo da crise financeira de 2008, o Bitcoin se tornou uma alternativa ao ecossistema financeiro existente. Mais de uma década depois, os pesquisadores continuam a explorar a tecnologia blockchain para uma infinidade de domínios em vários setores.

De acordo com um relatório do Fórum Econômico Mundial, cerca de 10% do PIB global será baseado na tecnologia blockchain até 2025.

Como Funciona a Tecnologia das Criptomoedas?

O que é blockchain?

Para compreender as criptomoedas, é necessário primeiro compreender o que se refere ao termo blockchain. Na verdade, é um registro digital que é usado em duas atividades: transmissão e armazenamento de dados.

O blockchain é particularmente importante dentro das criptomoedas, pois armazenará as transações realizadas para cada unidade. Isso permite, em primeiro lugar, manter um histórico permanente de propriedade ao longo do tempo, mas também registrar micro transações em moedas.

O blockchain é, portanto, essencial para o funcionamento das criptomoedas, pois registra transações em blocos e opera em um continuum histórico, portanto, as transações mais recentes estão na frente da cadeia.

A negociação consiste em adquirir novas moedas virtuais e vendê-las por meio de uma plataforma de negociação ou negociar movimentos de preços usando uma conta de negociação para obter ganhos significativos. Assim, o comércio baseia-se neste duplo fenômeno, nomeadamente blockchain e criptomoedas.

O nível de segurança é particularmente importante aqui. Na verdade, isso vem do fato de que a criptografia de informações é distribuída entre vários computadores e que cada operação é processada e um caminho diferentes.

Nenhuma pessoa física pode ter controle sobre todas as operações. Muito promissor para os especialistas financeiros, o blockchain é considerado um grande avanço que permite proteger as informações, arquivar uma quantidade significativa de dados, mas também processá-las.

Vários economistas vêem aqui uma verdadeira revolução tecnológica dentro de áreas mais históricas, tais como a contabilidade.

Essa revolução deu origem aos primeiros sistemas de TI, como o Bitcoin, mas outros agora oferecem seu funcionamento, como é o caso da IBM, com uma nova arquitetura de sistemas de informação e registros. Isso permite melhor interagir com clientes, fornecedores e grandes empresas interessadas neste desenvolvimento.

Por que o Blockchain é importante?

Atualmente, algumas empresas multibilionárias que exploram aplicativos blockchain incluem:

  • grandes instituições bancárias como JPMorgan Chase;
  • fabricantes de automóveis como a BMW;
  • players de tecnologia como Facebook, Amazon e Microsoft;
  • corporações de varejo como Starbucks e Nestlé;
  • e empresas de fintech como Visa e PayPal.

Mesmo governos em todo o mundo estão alavancando ferramentas de tecnologia blockchain para aplicações no setor público. Espera-se que o mercado global de blockchain cresça a uma taxa de crescimento anual composta de 67% entre 2020 e 2025. 53% dos executivos seniores consideram hoje o blockchain uma prioridade para suas organizações.

O instituto de pesquisa Gartner estima que a tecnologia blockchain gerará US$ 3,1 trilhões em novo valor de negócios até 2030.

A tecnologia Blockchain cresceu em níveis sem precedentes devido à sua ampla aplicabilidade a muitos setores.

Embora as criptomoedas sejam uma das principais inovações do blockchain, os casos de uso do blockchain foram explorados em uma infinidade de campos, incluindo saúde, cadeia de suprimentos, Internet das Coisas (IoT), imóveis, jogos on-line, votação e caridade.

Por que o Blockchain obteve tanto sucesso?

Primeiro, um blockchain é uma rede descentralizada composta por vários nós ou membros. Não tem uma autoridade central. Em vez disso, o controle sobre a rede é distribuído entre vários participantes.

Em uma estrutura centralizada, todo o sistema falha se o nó principal for comprometido. No entanto, uma distribuição descentralizada garante que a rede blockchain continue funcionando mesmo que um ou mais dos nós estejam comprometidos.

Em segundo lugar, os membros interagem diretamente uns com os outros em uma rede peer-to-peer. Por exemplo, as transações Bitcoin são conduzidas diretamente entre duas entidades desconhecidas sem qualquer organização intermediária, como um banco.

Da mesma forma, duas entidades desconhecidas podem processar diretamente finanças ou dados sem que qualquer organização intermediária monitore o processo, incutindo confiança entre os membros e eliminando a necessidade de um intermediário.

O que é um PIP para criptomoedas?

Os Pips, são unidades de medida. Na realidade, eles medem os movimentos dos preços nas criptos. Eles permitem que você veja a intensidade, a velocidade e a demanda que é feita em uma moeda virtual.

Por meio de tecnologia de ponta, isso representa, portanto, um número, um dado, que indica o movimento da moeda em questão. No entanto, nem todas as criptomoedas usam a mesma base de referência.

Graças às plataformas é possível ver qual é o cálculo utilizado e a escala escolhida, o que ajuda a evitar surpresas desagradáveis. Uma vez que ambos os fenômenos foram apresentados, é agora importante saber o que são as criptomoedas e como funcionam.

Criptomoedas: o que são elas?

Uma criptomoeda é uma moeda virtual de finanças descentralizadas. Ela opera independentemente dos bancos, mercados financeiros tradicionais e governos.

Esta moeda virtual pode ser, como qualquer bem, negociada. Funciona com o mesmo princípio que as moedas físicas (reais/dólares). Cada criptomoeda é específica, única, todas funcionam com características diferentes.

Embora o número esteja aumentando exponencialmente, as mais conhecidas com alta capitalização de mercado ainda estão em minoria: podemos citar como exemplo, Bitcoin, Ethereum, Litecoin ou Dash.

A negociação dessas moedas é descentralizada, autônoma e hoje reúne uma verdadeira comunidade. Especialistas, multidões, mídia, mas também governos, todos estão interessados e gradualmente se aproximando desse fenômeno. Por isso é fundamental entender como essa tecnologia pode impactar o seu negócio e assim podendo traçar uma estratégia para lucrar nesse novo marcado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *